história

Nas caravelas de Pedro Álvares Cabral, que aportaram na Terra de Santa Cruz há cinco séculos, estavam os judeus da Península Ibérica perseguidos pela Inquisição.

Hoje, com um anexo contemporâneo acoplado à estrutura do antigo templo, o espaço tornou-se a casa do Museu Judaico e uma peça essencial da ressignificação do seu entorno.

Planejado para receber a múltipla diversidade do público brasileiro, o Museu Judaico de São Paulo quer dialogar, educar e transformar. Com exposições e conteúdos que apresentam e debatem as diversas fases migratórias da comunidade judaica, seus ritos, festas e tradições, a instituição veio para estimular o encontro e a conexão entre sua história, seus valores e a vida das pessoas.

Da arte à literatura, do comércio à indústria e das ciências à tecnologia, o Museu Judaico de São Paulo é o guardião da trajetória dos imigrantes judeus e sua vivência no cotidiano nacional.

Patrocinadores